fbpx

Brasil bloqueia fronteira com Paraguai após fuga do PCC

“Isso é chamado pela polícia de bloqueio, mas a fronteira não está fechada”, explicou o ministro.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, determinou, neste domingo (19), o bloqueio de um trecho da fronteira do Brasil com o Paraguai.

A decisão de Moro atende um pedido do governo do Mato Grosso do Sul, que demonstrou preocupação com a fuga de quase 100 criminosos de presídio na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero.

Policiais da cidade brasileira de Ponta Porã, próxima à divisa, encontraram 3 veículos queimados logo após a fuga em massa no país vizinho, informa o jornal Correio Braziliense.

A ação determinada por Moro é um reforço de policiamento com helicópteros e barreiras.

“Isso é chamado pela polícia de bloqueio, mas a fronteira não está fechada no MS. Brasileiros e paraguaios continuam podendo ir e vir”, informou a assessoria do Ministério da Justiça, segundo o portal G1.

Antes de decidir pelo bloqueio da fronteira, o ministro da Justiça já havia enviado um alerta aos criminosos do PCC pensando em voltar ao Brasil.

“Estamos trabalhando junto com as forças estaduais para impedir a reentrada no Brasil dos criminosos que fugiram de prisão do Paraguai. Se voltarem ao Brasil, ganham passagem só de ida para presídio federal”, disse Moro.

Paraguai diz que liberdade de membros do PCC custou US$ 80 mil

Plano de fuga de membros da facção criminosa brasileira já havia sido denunciado, diz ministra paraguaia.

Cecilia Pérez Rivas, ministra da Justiça do Paraguai, afirmou, neste domingo (19), que havia um plano para liberar líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) da penitenciária de Pedro Juan Caballero.

A ministra classificou o episódio como “sem precedentes” e ponderou que já havia denunciado um esquema para a liberação de lideranças da facção brasileira.

Em coletiva de imprensa, Cecilia declarou:

“Nós denunciamos o plano de fuga ao Ministério Público, à polícia e à opinião pública. Havia um oferecimento de 80 mil dólares para liberar os líderes do PCC.”

E, segundo a revista Veja, acrescentou:

“Pela quantidade de areia, é impossível que esse trabalho de semanas não tenha sido advertido por essas pessoas [os agentes]. Se eles estão envolvidos, é claro que não podemos esperar que eles contem o que está acontecendo.”

A ministra afirmou ainda que colocou o seu cargo à disposição do presidente Mario Abdo Benítez.

Moro envia alerta aos fugitivos do PCC

“Se voltarem ao Brasil, ganham passagem só de ida para presídio federal”, disse Moro.

Em mensagem no Twitter, o ministro brasileiro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, enviou um alerta os membros do PCC:

“Estamos trabalhando junto com as forças estaduais para impedir a reentrada no Brasil dos criminosos que fugiram de prisão do Paraguai. Se voltarem ao Brasil, ganham passagem só de ida para presídio federal.”

Moro completou:

“Estamos à disposição também para ajudar o Paraguai na recaptura desses criminosos. O Paraguai tem sido um grande parceiro na luta contra o crime.”

1
Olá Salatino. Estou entrando em contato através do WhatsApp disponível em seu site luizsalatino.com.br. Desejo receber em primeira mão todas as notícias e informações relacionadas no seu site. Segue abaixo meu nome e minha cidade.
Powered by