fbpx

Estranhamente os extremistas climáticos ignoram petróleo no litoral do Nordeste

As manchas de petróleo afetando a costa brasileira indicam que estamos diante de um grave crime ambiental praticado em águas internacionais.

O petróleo que tinge de preto centenas de praias da região Nordeste também deveria cobrir de vergonha os extremistas climáticos que propagam discursos ambientalistas de conveniência.

Onde está a indignação do presidente da França, Emmanuel Macron, com este grave crime ambiental afetando o litoral do Brasil?

É possível imaginar o escândalo internacional a que estaríamos assistindo se as manchas de petróleo fossem decorrentes da inépcia da Petrobras. Certamente, manchetes garrafais estariam estampadas nos jornais da velha imprensa mundo afora.

No entanto, como se trata de ato criminoso de alguma petroleira estrangeira (até agora não identificada), os extremistas climáticos resolveram economizar na indignação. Porque será?

A quantidade de óleo que vazou é significativa. Podemos estar diante de um grave delito ambiental praticado com o claro propósito de literalmente despejar as consequências em nossas costas, destaca o site R7.

Casos como este evidenciam a indignação seletiva desta turma que impulsiona a agenda mundial de protestos ecológicos. Se a Amazônia é patrimônio do mundo, os oceanos também são.

Saiba mais:

1
Olá Salatino. Estou entrando em contato através do WhatsApp disponível em seu site luizsalatino.com.br. Desejo receber em primeira mão todas as notícias e informações relacionadas no seu site. Segue abaixo meu nome e minha cidade.
Powered by