fbpx

Governo gastou mais com o cartão corporativo ou a grande mídia tentou te enganar de novo?

Recentemente, a mídia inundou a internet com notícias (des)informando o cidadão com a ideia de que o governo Bolsonaro gastou 16% a mais com o cartão corporativo.

Para a maioria dos brasileiros de bem, já vacinados contra as tentativas criminosas da imprensa de imputar crimes que não existem nas contas de Bolsonaro, é pouco crível uma notícia dessas, principalmente quando os assinantes dos maiores jornais do país decrescem a cada dia, e a influência que a grande mídia exerce segue o mesmo rumo. Mas é preciso explicar qual é a verdade por trás de tantos ataques coordenados e desinformação.

Primeiramente, como os jornalistas, que deveriam ser responsáveis pelas noticias veiculadas em seus canais, não se preocupam com a verdade, é preciso explicar que a comparação entre os anos de 2018 e 2019, mais precisamente durante o mês de janeiro, o gasto diferenciado entre os dois anos é facilmente explicado pelo fato de que em 2018, o então presidente Michel Temer, que não tinha vice, se ocupou sozinho com os gastos no cartão corporativo. Já em 2019, ano em que ocorreu uma transição de governo, era Michel Temer deixando o mandato, e Bolsonaro assumindo a faixa. Ainda na soma entra Hamilton Mourão como vice-presidente.

Também é preciso lembrar de tudo o que ocorre durante as cerimônias de posse presidencial, com líderes internacionais e comitivas chegando ao país para prestigiar a democracia brasileira.