fbpx

“Livro mentiroso”, Bolsonaro afirma sobre livro da jornalista Thaís Oyama

O presidente da República, Jair Bolsonaro, ironizou, nesta terça-feira (14), a narrativa de que ele teria cogitado demitir o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, no ano passado.

A informação está presente no livro da jornalista Thaís Oyama, intitulado “Tormenta – O governo Bolsonaro: Crises, Intrigas e Segredo”, que será lançado em 20 de janeiro.

Em mensagem no Twitter, na manhã de hoje, Bolsonaro compartilhou o print de uma matéria do jornal O Globo citando o livro como fonte. “Essa imprensa é uma vergonha”, escreveu.

Mais tarde, durante conversa com jornalistas em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília, ao ser questionado sobre o livro, Bolsonaro respondeu da seguinte forma:

“Livro fake news. Livro mentiroso. Eu não vou responder sobre o livro. Outra pergunta.”

Após o repórter insistir em perguntas sobre a obra, o presidente brasileiro deu a entrevista por encerrada.

A imprensa não para de atacar o presidente da república com mentiras e tentativas de gerar intrigas internas. Com esses ataques diários a imprensa comunista já não esconde seu completo desespero.

1
Olá Salatino. Desejo receber em primeira mão todas as notícias do seu site. Segue abaixo meu nome e minha cidade.