fbpx

Meu Brasil varonil e a Copa do Mundo

Acho a Copa do Mundo tão relevante e empolgante como o campeonato mundial de xadrez. Não desmerecendo o jogo de xadrez, nem seus admiradores.

Gosto de futebol, mas coloco ele em uma escala de prioridade onde não está no meu “TOP 100”.

No Brasil, infelizmente, o futebol sempre foi usado como ferramenta para desviar atenção do que realmente é importante para o país. A velha política do “pão e circo”.

Claro que o esporte é fundamental em diversas áreas da sociedade, principalmente na educação infantil e infanto-juvenil onde traz benefícios incontestáveis na formação do cidadão, mas a relevância que o Futebol Profissional tem no Brasil é desproporcional. Profissionais tratados como “reis” ou “entidades supremas” com salários e ganhos estratosféricos.

Tantos outros esportes olímpicos que são merecedores de atenção do Estado, sendo muitos deles fundamentados pela disciplina, respeito e conhecimento. As artes marciais são um exemplo disso. Uma ferramenta educacional e disciplinar sensacional.

Atletas medalhistas olímpicos de 2016 encaram o desamparo total do Estado, não conseguem emprego e muito menos compartilhar seus conhecimentos na formação de novos atletas e cidadãos. O descaso é completo.

A CBF gastou [CBF = Brasil = Dinheiro público] aproximadamente 500 mil reais para cada um dos jogadores, somente de passagem aérea para Rússia, em avião fretado de grande luxo. Neymar ao ser perguntado sobre a relevância deste valor gasto, respondeu que já gastou mais que isso com o seu cachorro.

O que poderia ser feito com este recurso no desenvolvimento do esporte na educação infantil? ou na reconstrução de escolas destruídas pelo tempo?

Parece que não aprendemos com a Copa do Brasil. Uma Copa do Mundo comprada com dinheiro roubado do povo brasileiro, estádios construídos somente para um único propósito, a corrupção [Lava Jato escancara os fatos], hoje templos de concreto abandonados e gerando mais gastos, jogos de cartas marcadas, etc, etc, etc. Tudo feito para enganar e roubar. Enquanto isso, nossas escolas estão caindo aos pedaços. Prioridades equivocadas direcionadas pela ganância.

Eventos importantes acontecendo no Brasil,  pré-eleições, lava jato, soltura de condenados, julgamento de senadora e muitas outras coisas que nem sequer aparecem nos noticiários. Que só beneficiam a velha política podre.

Sabemos todos o quanto é chato tudo isso, ninguém gosta de ser bombardeado com tantas notícias ruins por tanto tempo, mas temos que encarar a realidade. Ninguém gosta de fazer faxina em casa, mas tudo tem um limite, e quando ele chega é necessário levantar todos os móveis e não parar até finalizar. Não tem como limpar tudo sem fazer uma grande movimentação e esforço. Se isso não for encarado de frente seremos tomados pela podridão e perderemos de 7 a 1 mais uma vez.

As pesquisas no Google demonstram que os brasileiros se preocupam 100 vezes mais com o ranking da FIFA do que com o ranking do IDH [Índice de Desenvolvimento Humano] onde ficamos em 2017 na 79º posição. Temos que urgentemente decidir em qual ranking iremos concentrar nossos esforços. Ou já decidimos?

Ou os brasileiros encaram seus problemas de frente e passam a dar prioridade para o que realmente interfere em nosso dia-a-dia, ou nossa queda para a 3ª divisão será inevitável.

Lembro uma citação de Platão:

“Você tem todo o direito de não gostar de política, mas sua vida terá influência e será governada por aqueles que gostam. Portanto, o castigo dos bons que não fazem política é ser governado pelos maus.”

Viva ao meu Brasil varonil!!!
GGOOOOOOOOOOOOOOOLLLL!!!!

Luiz Salatino.

1
Olá Salatino. Estou entrando em contato através do WhatsApp disponível em seu site luizsalatino.com.br. Desejo receber em primeira mão todas as notícias e informações relacionadas no seu site. Segue abaixo meu nome e minha cidade.
Powered by