fbpx

‘Não vou botar traíra’, diz Bolsonaro sobre Aliança pelo Brasil

“Está cheio de traíra o partido que eu deixei para trás”, disse o chefe do Executivo.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta quarta-feira (11), que não permitirá a entrada de “traíras” em seu novo partido, a Aliança pelo Brasil, cujo registro ainda está pendente no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ao deixar o Palácio da Alvorada, em Brasília, Bolsonaro fez uma comparação entre a nova sigla e o Partido Social Liberal (PSL):

“Eu vou ter critério concreto para botar gente no meu partido. Não vou botar traíra. Está cheio de traíra o partido que eu deixei para trás.”

Bolsonaro acrescentou que “entrou traíra porque foi em cima da hora”, a escolha dele pelo PSL, que ocorreu a poucos meses da eleição de 2018, informa o jornal Valor Econômico.

Leia também: