fbpx

Presidente Jair Bolsonaro ficou “surpreso” com a viagem de deputados do PSL à China

O presidente Jair Bolsonaro ficou “surpreso” com a viagem de deputados do PSL à China, declarou nesta quinta-feira (17) o presidente do partido, Luciano Bivar.

Os deputados do PSL integram um grupo de parlamentares que viajou na terça-feira (15) ao país, a convite da embaixada chinesa no Brasil. Mas a viagem gerou críticas e mal-estar entre aliados do presidente, como o “guru” Olavo de Carvalho, que mora nos EUA.

Na internet, Olavo de Carvalho chamou os deputados da comitiva de “semianalfabetos”. Em entrevista, Luciano Bivar disse que Carvalho “perde o amigo mas não perde a piada”, e que está aproveitando para mostrar que “também mete o pau no governo”.

Ele criticou a ideia de comprar tecnoclogia de reconhecimento facial para aeroportos do governo chinês. Em vídeo, chamou os integrantes da viagem de “semianalfabetos” e “idiotas”.

Veja o vídeo de Olavo de Carvalho sobre o assunto:

O presidente do PSL, que também é deputado federal, disse que recusou o convite da embaixada chinesa para uma viagem no período eleitoral e que, recentemente, esteve com o embaixador em Brasília, após a vitória de Bolsonaro.

No encontro, transmitiu mensagem de que Bolsonaro gostaria de fazer uma viagem à China, mas que ainda seria marcada.

Segundo Bivar, Bolsonaro se surpreendeu com a visita dos deputados do seu partido ao país.

“Quando Carla Zambeli [deputada federal eleita] me disse que ia para a China, eu disse: ‘Para a China?’ Não estava sabendo. Ontem, falei por telefone com o presidente Bolsonaro e ele me disse: ‘Poxa, Bivar, o pessoal precisa saber que existe uma responsabilidade em ser do PSL, que somos vidraças, que tudo reverbera em cima de nós'”, contou Bivar em entrevista ao G1.

Outra figura influente nas redes bolsonaristas, o humorista Danilo Gentili também atacou a viagem. O deputado eleito Luís Miranda (DEM) publicou um vídeo empolgado com o hotel onde estão hospedados, o que motivou a crítica do humorista.

Abaixo a foto antes do embarque.


Além de Luís Miranda (DEM) , estão na China os deputados federais eleitos Carla Zambelli, Daniel Silveira, Tio Trutis, Felício Laterça, Bibo Nunes, Charlles Evangelista, Marcelo Freitas, Sargento Gurgel e Aline Sleutjes, além da senadora eleita Soraya Thronicke, todos do PSL.

Daniel Silveira, deputado do PSL (RJ), diz que China não é ditadura: “é mais light, um socialismo”. (“O que?”)
Resposta do Professor Olavo de Carvalho ao internauta Walmei

No Palácio do Planalto, a avaliação de ministros ouvidos na entrevista do G1 é a de que o grupo está “deslumbrado” e “desgasta” a imagem do governo ao ir à China.

Auxiliares do presidente deram razão às críticas de Olavo de Carvalho, e disseram que o único “atenuante” é que não foi o Brasil que pagou a viagem, já que foi um convite. “Mas não tem almoço grátis”, disse um interlocutor de Bolsonaro.

Diversas críticas estão “pipocando” nas redes sociais. O escritor, conferencista com centenas de apresentações pelo Brasil e exterior, pesquisador e explorador Alcione Luiz Giacomitti também gravou um vídeo sobre este assunto. Assista:

Luiz Salatino ao leitor

“Caros amigos.

Em 2010 desenvolvi um projeto para a Secretaria de Segurança Nacional, CNJ e Justiça Federal para identificação biométrica facial de pessoas nos ambientes do Judiciário Nacional.

O sistema seria utilizado para identificar rapidamente os réus condenados que devem se reapresentar com frequência nos tribunais. Com a identificação biométrica as filas e fraudes teriam fim.

Numa segunda fase o projeto seria ampliado para todas as repartições e áreas públicas (metrôs, estações, aeroportos, etc), que além de muitas outras funcionalidades “buscaria” por condenados ou procurados pela justiça. O projeto foi para Brasília (PT) e nunca andou.

O sistema se chamava Sherlock, incluindo uma base de registro até de DNA de condenados dentre tantas outras informações. Tendo em vista que mais de 90% dos crimes são cometidos por reincidentes.

A coisa também foi apresentada para a Infraero… na época todos os aeroporto eram Estatais… mas nada avançou naquele governo. Talvez porque na nossa empresa não teriam espaço para “negociatas”.

Isso é muito sério e gera muitos dados e rastros das pessoas… milhões de informações que podem ser cruzadas. Importante estar atendo.

O Brasil possui empresas e pessoas capacitadas para o desenvolvimento deste tipo de solução. E porque não uma parceria com transferência de tecnologia de países como EUA e Israel?

Trata-se de um projeto de segurança nacional.

Veja o vídeo do sistema que estava incluído no projeto do qual fiz parte e fui especializados em São Paulo, por doutores do sistema vindos do Canadá.

Sim, uma empresa do Canadá… que já tem o sistema funcionando em diversos aeroporto dos EUA e inclusive no Pentágono.

Veja o Vídeo já em Português.

Ai vem a pergunta… porque a China e a empresa Huawei está tão interessada em colocar seus sistemas e hardwares no Brasil para fazer este tipo de registro?

Resposta óbvia.

Veja o vídeo abaixo.
Abraços.
Luiz Salatino”

Veja o que já acontece na China.

Leia também.