fbpx

PT, PCB, PSB, PSOL e movimentos de esquerda publicam manifesto de apoio a Nicolás Maduro

O ditador comunista de extrema-esquerda venezuelano, Nicolás Maduro, está ampliando a crise diplomática com o Brasil após o fechamento da fronteira entre os dois países, impedindo o governo Jair Bolsonaro com o bloqueio dos mantimentos (alimentos e remédios) que seriam entregues, o que inevitavelmente aumenta ainda mais o sofrimento da população.

Mas por incrível que pareça, os movimentos sociais e partidos de esquerda do Brasil, liderados pelo PT (Partido dos Trabalhadores) estão apoiando a política adotada por Nicolás Maduro e publicou um texto, no qual denuncia a ‘intervenção imperialista dos Estados Unidos’ na Venezuela e critica a postura adotada pelo presidente Jair Bolsonaro e seu chanceler Ernesto Araújo.

Segundo o texto publicado ontem(22), Bolsonaro está rompendo a ‘tradição diplomática’ entre Brasil e Venezuela e com a política externa adotada está aumentando a possibilidade de uma intervenção militar na Venezuela.

“Denunciamos a intervenção imperialista dos Estados Unidos, com o bloqueio econômico e sequestro de bilhões de dólares que estão nos bancos americanos. Repudiamos a ameaça de intervenção militar na Venezuela“, diz um trecho do texto.

Além do PT, PSOL, CUT, MST, além de outros como MTST comandado pelo presidenciável, Guilherme Boulos, PCB e o PSB assinaram o manifesto que trouxe à tona o posicionamento dos movimentos de esquerda.

Lembrando que nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e de Dilma Rousseff, o Brasil sempre manteve relações próximas de Hugo Chávez e de Nicolás Maduro, assim como de Cuba, liderada na época por Fidel Castro.