fbpx

Tarcísio celebra: ‘Vai ter Ferrovia de Integração do Centro-Oeste’

“No geral, injetamos mais R$ 17 bilhões no setor, criando cerca de 65 mil empregos”, celebrou Freitas.

O Tribunal de Contas da União (TCU) autorizou, nesta quarta-feira (29), a renovação antecipada dos contratos de concessão da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) e da Estrada de Ferro Carajás (EFC).

As duas ferrovias são administradas pela Vale.

Segundo o jornal Correio Braziliense, os novos contratos preveem investimentos de R$ 21 bilhões, sendo R$ 8,5 bilhões na EFVM e R$ 9,8 bilhões na EFC.

Além disso, parte de valor de outorga será revertido em investimento cruzado, na construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO).

Em mensagem no Twitter, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, celebrou a decisão do TCU:

“Usaremos parte da outorga para construir nova ferrovia sem um centavo do orçamento. No geral, injetamos mais R$ 17 bilhões no setor, criando cerca de 65 mil empregos”, disse Freitas.